Colunistas

Essas são as colunistas que contribuem, mensalmente, com conteúdo exclusivo para a Revista. Clique no nome da coluna para ler os textos.

A-Típica Maternidade

Lily Sagi

“A única forma de deixar um mundo melhor para os nossos filhos é garantindo o direito deles”

#MaternidadeAtípica #CriançasEspeciais #Autismo

Nós, Mulheres Negras

Thaisa Cipriano.

“Eu, mulher negra (r)existo!”

#MulheresNegras #MaternidadeNegra #Sociedade

Corpo Fora da Caixa

Cintia Robles

“Gostar de si mesma é um ato de rebeldia”

#Corpo #Gordofobia #MaternidadeECorpo

Autocuidado: questão de sobrevivência

Lu Rodrigues

“Para cuidar é preciso se amar”

#AlimentaçãoSaudável #Corpo #BemEstar #Autocuidado

Mãe de Primeira Viagem

Gabi Barboza

“A gravidez mexe com a gente. A autoestima vai ao chão. E a mania de comparação só piora tudo. Então, não se compare”

#Gravidez #Puerpério #PrimeiraViagem #Bebê

Diário de uma mãe deficiente visual

Carol Maciel

“Nasci prematura e, por causa da dosagem alta de oxigênio que tomei, perdi a visão de ambos os olhos.”

#Inclusão #DiariodeumaMaeDV #Cotidiano

Entre fraldas e livros

Natália Ahn

“A educação é a arma mais poderosa pra mudar o mundo” (Nelson Mandela)

#maternidade #entrefraldaselivros #universidade #educação #estudante

Maternidade (em) crônica

Waleska Barbosa

“A palavra é de prata. O silêncio é de ouro.”

#cronicas #criação #cotidiano #experiências

Economia das Mães

Nanda Frãnco

#economia #empreendedorismomaterno #finanças

Direitos na maternidade

Maria Karolina Kramer

#direito #maternidade #jurídico

Estética e Saúde da Mulher

Mariana Adas

#saudedamulher #estetica #sexualidade #parto #doulagem


Revisoras

Andréia Homem

Quando não estou cuidando do meu filho, trabalho como Redatora, Revisora e Comunicadora Social (Jornalista). Nas horas vagas, leio ou escrevo crônicas. Dizem que eu tenho uma visão humana da coisa. E você, o que acha? Leia aqui os textos da Andréia.

Fernanda Sousa

Goianeira” (goiana+mineira), formada na área de meio ambiente. Mãe de uma estrelinha e de uma bebê de 1 ano e 2 meses. Uma poesia escrita aos 9 anos foi o pontapé inicial para se aventurar no mundo da escrita e da leitura o que a levou a conhecer uma de suas paixões: a filosofia. Gosta de idiomas (especialmente latim), jogos de rpg, mitologia e kung fu. Luta pelas causas ambientais, não pela formação acadêmica, mas por paixão ao mundo.