Tempo de leitura: 1 minuto(s)

A maternidade é a única profissão cuja jornada de trabalho não tem fim de expediente. Após assinar esse contrato, as mães não têm mais pausa pro almoço nem para lanchar. A carga horária de trabalho não encerra às 18 horas e também não dá folga aos domingos e feriados. Ah! e não há direito a férias, e os atestados não são aceitos.

Apesar das exigências, a “profissão mãe” é a mais bem paga do mercado. Na verdade, o salário não tem preço, ele tem valor inestimável. O sorriso genuíno, o abraço mais sincero e um “eu te amo” espontâneo incorporam a remuneração. Bônus diários de amor e ternura também aparecem na folha de pagamento.

Da para ingressar nesse emprego de diferentes formas. Algumas são pegas de surpresa por essa contratação, outras, se planejam por um tempo e então vão… E há até quem pague para entrar na profissão!

Muitas vezes, seus serviços prestados não são nem percebidos e o banco de horas extras nunca é de fato pago, mas nunca encontrei nem uma mãe que se arrependeu da carreira e não tem o maior orgulho de ter escolhido a profissão!


Autora: Meu nome é Daiana Gunchoroski e sou mãe do Breno.  Quando me sinto cansada ou triste escrevo para lidar com as minhas emoções e extrair o melhor daquele momento. Insta: @daianagunchoroski. Face: Daiana Gunchoroski

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui