Tempo de leitura: 1 minuto(s)

Criar um filho é um eterno cabo de guerra nessa sociedade.

Então, gostaria de pedir aos avós que fiquem do lado das mães, pois do outro lado, já tem muito peso e coisas ruins.
Não nós não sabemos como criar uma criança, se a gente soubesse, seria avó e não mãe, né?
Não temos essa experiência na carteira de trabalho da vida e vocês não ajudam nos culpando, julgando e tornando nossa vida ainda mais pesada.

“Ain nossa como você pode ser chata assim com os avós?”

Na maioria dos casos eles ultrapassam limites e se impõem sobre a maternidade de uma maneira negativa e na ânsia de ajudar atrapalham demais.

“Sua mãe é muito preguiçosa”, “sua mãe não faz nada”, “sua mãe não quer trabalhar”, frases ditas a uma criança, no qual, a mãe tem depressão e ansiedade.

“A comida da vovó é melhor”, e por aí vai, fazendo com que a criança tenha problemas para comer quando está com a mãe. E gente, estou falando isso sendo repetido todos os dias na cabeça de uma criança em formação psicológica e social.

A criança fica birrenta, não obedece aos pais, não come quase nada, e aí?

Culpa da mãe, é mesmo? É mesmo?

Se você é um desses só queria que se lembrasse quando seus filhos eram pequenos e faziam isso contigo, só para ver se entendem que espaço é bom e faz bem.

Autora: Aline Veloso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui