Tempo de leitura: 3 minuto(s)

Nos dias atuais, ninguém diz que está com tempo sobrando, ao contrário, as pessoas dizem que estão sempre correndo e que precisam de mais tempo no dia.

Com a chegada de um bebê, toda a rotina da família tem que ser adaptada, pois ele dependerá dos cuidados do adulto para se alimentar e se desenvolver.

Estou grávida, e agora?

Esta pergunta passa pela cabeça de muitas mulheres quando recebem a confirmação da gravidez. E por que isto?

Cada mulher tem sua própria história com a maternidade e com a família e, de acordo com a sua vivência, terá belas histórias para continuar ou mudanças para fazer, mas de qualquer forma, o tema traz muitos questionamentos e descobertas.

Estar grávida requer a organização da sua rotina, organização da casa e dos preparativos para receber um novo membro na família. Um nascimento não muda somente a vida do casal, normalmente, quando os parentes residem próximos, todos são envolvidos neste grande acontecimento.

A maternidade é romantizada, mas é primordial pensar em todo processo de mudança que ocorre com a mulher. A transformação do corpo, da casa, da rotina, do sono, da relação com o parceiro, da relação com as outras pessoas, incluindo familiares, os aprendizados como a amamentação, os cuidados com o bebê, todos estes aspectos além dos novos sentimentos, que surgem após o nascimento.

O que fazer? Onde colocar tantas perguntas e seguir com a gestação passo a passo?

Conhecer e viver cada momento, aprender e se preparar para cada nova fase é a chave para uma maternidade mais leve e equilibrada.

Neste sentido é que falo sobre a organização! Esta organização, de cada fase, respeitando seus desejos e o que é importante para você, é que trará o equilíbrio necessário para que esta transição não seja um momento de medo ou de estresse.

Saber que, ter um bebê é sinônimo de aprendizado diário, te aproxima da sua força como mulher e te desperta para caminhos mais conscientes para tomada de decisões em relação ao que será bom e suficiente para esta nova etapa.

Quando a comunidade vê o bebê nascido, fofo e cheiroso, não imagina como foi o dia da mulher até chegar àquele momento, e por isso, eu acredito no poder da organização durante a gestação e no pós-parto, quando o volume de mudanças é tão significativo.

Quando você tem oportunidade de se preparar, consegue ser muito mais produtiva e feliz, aprendendo a conhecer os seus limites e a delegar tarefas, tendo mais tempo para fazer o que é necessário e importante para você.

Estas 40 semanas envolvem organização financeira, organização das atividades, mudanças em relação ao trabalho, a casa e seus espaços, a aquisição de itens necessários ao bebê, a forma como quer recebê-lo e muito mais.

Prepare-se para ser mãe, para continuar sendo mulher e para seguir com seu trabalho ou que te fizer feliz!

Acredite! A organização pode te proporcionar muito mais do que você imagina.

Publicado originalmente aqui.


Autora: Elaine Gouvea. Sou graduada em Comunicação Social com ênfase em Relações Públicas e pós graduada em Educação Infantil. E em 2016 desenvolvi o meu primeiro curso Baby Organizer – Organizando a Gestação do início, até o pós-parto. Instagram: @elainegouveaoficial

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui