Tempo de leitura: 4 minuto(s)

Quase ninguém nos diz verdades sobre amamentação. Eu jurava que ao colocar meu bebê em frente ao meu seio, ele iria mamar lindo e belo. Só que não foi bem assim. Houve uma “luta” mas ao fim, tudo certo.

Ele nasceu prematuro e teve Disfunção Respiratória logo que nasceu. Precisou ir pra UTI Neonatal. Conheceu primeiro o dedo com luva de uma enfermeira.

Aos oito dias de vida, ele também enfrentou a Enterocolite (infecção no intestino que leva a vida de muitos bebês). Por isso, após o dedo com luva, foi apresentado à sondinha por onde recebia o meu leite. Aí veio a chupeta.

Então a mamadeira – precisava ser medida a quantidade de leite que ingeria por causa da Enterocolite. Por último, o meu seio.

Como ele aprendeu tudo que “não devia” antes do meu seio para mamar, houve uma luta árdua para que ele pegasse meu seio. Enganávamos ele com a mamadeira e dávamos o seio. Ele pegava assim. E era na posição “cavalinho”.

Embora as enfermeiras dissessem: “tem que estar confortável para ambos”, pouco me importava a minha postura. E sim a dele para mamar o quanto quisesse. Foram dias e dias dele não querendo o seio. E a gente (enfermeira e eu) tentando de várias formas. Até ele pegar!

Muitas mães desistem pelo caminho. E não vou julgar nenhuma por isso. O fato de eu não ter desistido, não me faz melhor que nenhuma mãe. Eu optei pela amamentação e amamento. Só isso.

Quando os bebês nascem bem, é logo na primeira hora que eles mamam. E nesse momento sim, eles se atracam no seio da mãe e não largam. Aí não há a luta que eu tive.
Há mães que sentem dores. Há as que sentem tanta mas tanta dor, que não conseguem amamentar. Tem as que sofrem com Mastite. As que amamentam com o seio machucado.

Por isso falo: amamentação não é um arco-íris com um pote de ouro no final. Aquelas mães plenas, amamentando, são a minoria. Tem mães que têm pouco leite. Tem as que não têm leite.

E isso de ter ou não leite, pode ser emocional. Mas há mães que tomarão remédio, muita água, vão chorar e pedir misericórdia a Deus. Mesmo assim, o leite não vai vir. 
Quando o parto é cesária, ele demora mesmo uns dias para descer. Mas falo de não ter. E sabe, não se martirize por isso. Não se condene se a amamentação com você e seu bebê não der certo, o importante é vocês estarem juntos e ele/ela se alimentar e ganhar peso.

Há quem condene as fórmulas e mamadeiras. De fato, a mamadeira e chupeta, podem causar desmame. Significa que não é regra. Cada bebê age de uma forma. O meu mesmo, mama no peito, na mamadeira e está para completar seis meses.

Tem muitas pessoas que tentam nos enlouquecer com mil regras sobre amamentação. Nem almofada eu tenho, gente! Ouvi muito sobre essas regras e quase enlouqueci. 
Se você ouvir alguém falando sobre isso e essa pessoa tirar a sua paz, não ouça mais. Falam mil e uma regra e a cabeça da gente ferve. Coisa que não nos faz bem.

Você saberá o que fazer. Existe uma regra só para que a amamentação, seja um sucesso: amor! No seio ou na mamadeira, importante é que seu bebê mame!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui