Tempo de leitura: 1 minuto(s)

Não importa se você vai crescer e não se lembrar de tudo que passamos juntos. Vou me dedicar igualmente para que sintas, inteiramente, a entrega de uma mãe.

Serei, para sempre, a sua primeira morada. E, para quando precisar, serei a sua alvorada.
Não importa se você vai preferir, muitas vezes, estar com seu melhor amigo do que comigo.

Vou me dedicar para te mostrar o real valor de uma amizade verdadeira.
Não importa se você vai querer viajar e ficar por um tempo longe de mim.

Vou me dedicar para te oportunizar experiências o suficiente para que possas tomar suas próprias decisões.

Não importa se você vai tomar decisões erradas e, em algumas delas, querer colocar a culpa em mim. Vou me dedicar para te orientar para que sempre olhe para teus erros e aprenda com eles.

Não importa se você vai questionar a sua criação quando tiver maturidade para isso. Vou me dedicar para garantir que o amor sempre esteja presente nas minhas decisões de como educá-lo.

Não importa se não serei para sempre aquela heroína que parecia tão perfeita durante a sua infância. Vou me dedicar para te mostrar que todas as verdades vem à tona na hora certa.

Não importa se você tiver uma missão de vida completamente diferente da que imaginei para ti. Vou me dedicar para você se expressar livremente e cumprir seus objetivos nessa passagem terrena.

Serei, para sempre, a sua primeira morada. E, para quando precisar, serei a sua alvorada.

Autora: Victória Moraes – @maos.de.mae

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui