Tempo de leitura: 1 minuto(s)

Não amo ser mãe, mas me cuidei na gestação.
Não amo ser mãe, mas cantei quando tava na barriga.
Não amo ser mãe, mas tava ali em cada febre.
Não amo ser mãe, mas aprendi a fazer bolo, biscoito e até sorvete.
Não amo ser mãe, mas aprendi a fazer ovo de Páscoa.
Não amo ser mãe, mas sei se eles estão bem pelo ‘Oi’
Não amo ser mãe, mas decorei músicas, histórias, canais, desenhos e horários.
Não amo ser mãe, mas estamos todo mês na consulta de rotina.
Não amo ser mãe, mas vobrei quando deu o primeiro passo e dei um viva baixinho pra criança não assustar.
Não amo ser mãe, mas vendo meu rim se for preciso.
Não amo ser mãe, mas meu coração derrete com o sorriso deles.
Não amo ser mãe, mas vibro com cada vitoria.
Não amo ser mãe, mas ensinei ir no banheiro.
Não amo ser mãe, mas zelo pelo futuro deles.
Não amo ser mãe, mas conheço cada amiguinho.
Não amo ser mãe, mas faço o que for preciso para eles ficarem felizes.
Não amo ser mãe, mas SOU MÃE E AMO MEUS FILHOS.

 

 

Autora

Bruna Lopes, 30 anos, casada, mãe de 4, feminista. Da vida porque do lar é muito pouco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui