Tempo de leitura: 2 minuto(s)

Hoje tirei uma foto comemorando que depois de meses, enfim consegui terminar de ler um artigo da faculdade. 

Durante a gestação tive muita dificuldade para me concentrar,  uma simples poesia era desafiadora para chegar ao final. 

Desisti de postar a tal foto, por mais que ela tenha ficado bonita. Pensei no  tamanho da mentira, se eu simplesmente publicasse.

Consegui finalizar a leitura sim, mas para que isso fosse possível, tenho 5 pessoas que estão vivendo esse meu maternar de um bebê de um mês, intensamente comigo.

Meus filhos mais velhos dividem as tarefas domésticas comigo de forma exemplar (dentro de suas capacidades). 

Meus pais fazem tudo que podem para me auxiliar, desde ir na padaria,  preparar refeições, lavar roupa, cuidar do cachorro  ou ir ao mercado. 

Meu marido dá banho na bebê e distrai ela com a chupeta, para que eu possa dormir uma hora a mais,  entre fazer café e cuidar das contas.

São diversas tarefas que eles fazem, e com isso minha rotina fica mais leve e posso me dar o luxo de estudar.

Mas fico pensando, e essas mulheres que são mãe solo ou não podem contar com o apoio de ninguém, como fazem? Como vão parar para ler ou estudar?

Então, antes de acreditar em uma foto ou postagem romantizada nas redes sociais, avalie o que está oculto. 

E principalmente,  antes de criticar ou comentar qualquer coisa sobre o maternar de alguém, ocupe-se em ajudar e/ou perguntar o que aquela mulher precisa para que dia a dia seja mais leve. 

Um café fresquinho ou uma lasanha congelada é mais valioso do que sua opinião. 


Autora: Mariana Onofre – Instagram: @marianafe.onofre.

Texto revisado por Cristiane Araújo.

Você também pode gostar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Ops, conteúdo protegido!