Tempo de leitura: 4 minuto(s)

Como surgiu a Black Friday

A tradução significa “sexta-feira negra”, e a data surgiu nos Estados Unidos. No dia 26 de novembro é comemorado o dia de Ação de Graças no país, um dos feriados mais importantes para os americanos, e logo depois se tem a Black Friday, que é o início das compras natalinas.

O termo em si, segundo pesquisas, foi derivado de uma denominação policial para o dia pós-feriado, já que a quantidade de pessoas nas ruas e lojas causava grandes congestionamentos.

E a tradição norte americana veio para o Brasil e muitas pessoas entram no clima para comprar aquele item tão almejado esperando encontrá-lo por um preço menor, afinal quanto mais desconto melhor.

Mas como aqui somos mulheres organizadas e planejadoras, vamos às dicas para realizar esse consumo da melhor forma possível. 

Dicas para aproveitar a Black Friday

No Brasil a expectativa para ver as melhores ofertas é grande e opções de sites é o que não falta, afinal, o e-commerce vem crescendo exponencialmente nos últimos anos. 

Devido a isso, realizar uma pesquisa de preços em diversos sites é fundamental. Meu conselho aqui é que você já faça uma lista antes da Black, com os itens que almeja e realize as cotações. 

No dia esperado você faz uma nova busca e compara com os preços já cotados, e aí vale a pena a compra ou não?

Neste momento de pesquisa, utilizar os aplicativos de comparação de preços é essencial, pois vai te ajudar muito. Além desses aplicativos eu sugiro que faça uma busca no próprio Google do item que procura, pois, muitas vezes, aparece por lá sites que ainda não conhecemos e podem ser excelentes opções.

Outra dica que sugiro é se cadastrar nos programas de pontos, pois ter um cashback é muito bem-vindo. 

Uma dúvida que sempre recebo é a seguinte: É melhor comprar no dia ou aquelas promoções que já ocorrem antes realmente estão valendo?

Muitas empresas e locais fazem grandes promoções antes do dia da Black Friday, e sim pode ocorrer grandes promoções neste tempo, mas as melhores ofertas realmente ocorrem no dia, durante as 24h. 

Ao escolher o local para sua compra é preciso verificar a confiabilidade do site, os comentários de pessoas que já compraram e as políticas de devolução e trocas, embora as empresas sejam obrigadas a seguir o Código de Defesa do Consumidor é sempre bom verificar para evitar futuros imprevistos.

Agora, a grande dica: compre parcelado se não tiver desconto a vista, isso mesmo! Pois dessa forma você não se descapitaliza, e se você comprar parcelado através do cartão Nubank, posteriormente pode antecipar o pagamento das parcelas e ganhar um desconto por isso.

Você realmente precisa comprar?

Agora eu te pergunto, você sabe como comprar o que realmente precisa? Em tempos de pandemia e de incerteza econômica é muito importante analisar o que realmente se precisa e que se pode comprar, pois com a explosão de anúncios e ofertas você pode ser induzido pelo nosso querido Marketing a comprar o que não precisa.

Então tem três questionamentos fundamentais a serem analisados antes de decidir a compra.

Se pergunte, eu realmente estou precisando desse item ou é apenas uma vontade de melhorar o que já tenho?

Eu tenho orçamento disponível para isso? Aqui é importante avaliar se você já tem esse dinheiro em mãos, mesmo se for parcelar. Pois dizer que não, mas que cabe no seu orçamento é complicado, ainda mais nesse momento de instabilidade econômica. Reflita!

E o último questionamento, você realmente encontrou um preço que vale a pena? Pois pode ocorrer daquele item em que se almeja não estar com o desconto esperado e talvez possa se aguardar uma oportunidade futura para compra.

Acredito que com todas essas dicas sua Black Friday vai ser de consumo mais consciente. Deixa aqui nos comentários quais itens você pretende adquirir nessa Black, se não pretende consumir nada, deixa aqui #nãoprecisodenada. 

Até a próxima!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui