Tempo de leitura: 2 minuto(s)

Já ouviu a frase que uma mãe cansada NÃO está cansada de ser mãe? Pois é, eu vim aqui hoje para dizer o contrário.

Houve um período da minha vida em que eu acordava completamente cansada de ser mãe.

Cansada por não dormir direito, cansada por não poder fazer uma refeição completa em paz, cansada por ter que estar sempre a disposição, cansada por não ter tempo de qualidade comigo mesma. Cansada de ser mãe.

Junto com o cansaço, vinha também a culpa, e a frustração. Culpa por me sentir assim, frustração por “ser” a pior mãe do mundo, já que na minha cabeça, com a mãe ideal jamais aconteceria isso. Então eu não tinha coragem de falar sobre esses sentimentos com ninguém.

Acredito que isso não aconteceu só comigo. Imagino que muitas mães escondidas em seu silêncio guardam uma sensação de esgotamento materno que são impedidas de colocar para fora, inclusive dentro de casa, com seus parceiros ou sua rede de apoio.

Ainda há muito julgamento e falta de acolhimento, até por mulheres que também são mães.

Se você vive isso, eu quero te dizer que tudo bem. Que você é uma mãe normal. Que eu entendo o seu cansaço e sei também o quanto você ama absurdamente seu filho, e é também feliz com ele.

Porque a maternidade é isso, é esse misto de sentimentos, é essa viagem onde a gente só compra passagem de ida. É tantas vezes padecer no paraíso.

Saiba que você não está sozinha. Eu senti tudo isso que você pode estar sentindo e eu quis viver tudo de novo por mais duas vezes. E viveria mais uma vez.

Lembre-se que tudo passa, e assim como passou para mim também vai passar para você.

Por isso, fique em paz e não deixe nunca de apreciar a beleza oculta por trás desses momentos.

Autora: Sou Nadja Souza (@nadja_sou), mãe de três.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui