Tempo de leitura: 1 minuto(s)

Menina

o que tenho a te dizer

me faz chorar 

porque eu deveria te abrigar

e só consigo soluçar

eu sou mulher 

e a violência me pega 

na contramão

meu não é não

e para toda essa opressão 

eu ergo meus braços 

em sinal de proteção

porque ninguem vai 

tocar no teu corpo

voce é uma criança

não importa teu o peito

a bunda ou feição de mulher

você é criança

e eu to aqui

para falar para você

que não somos lixo 

nem armazem de monstros

não somos bicho

nem objeto de capricho

somos potência

para fazer a revolução 

nem uma a menos

nós gritaremos

sempre que uma estiver 

precisando de proteção

faremos escudo 

e se preciso for 

ergueremos um muro

para sua preservação 

De mãos dadas 

lutamos contra o machismo

e essa cultura de objetificação

que faz com que meninas

sejam vítimas de toda perversão

Enfrentaremos 

toda falsa moralização

e se a sociedade não nos respeita

nós vamos impor nossa subversão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui