Tempo de leitura: 4 minuto(s)

No quesito vacinação infantil, o Brasil está bem organizado. Os postos de saúde distribuem todas as vacinas pelo SUS. Elas devem ser administradas aos bebês desde o nascimento até os 4 anos (podendo se estender até os 6 anos).

Para vacinar basta ter a carteirinha de vacinação. Geralmente, ganhamos no hospital junto a documentação de alta da criança. Depois essa mais simples, é substituída pelo caderninho de vacina. Este que terá todos os dados do bebê como peso, altura, tamanho do crânio, desenvolvimento mensal e etc. 

Para nos auxiliar, as enfermeiras dos postos de saúde colocam as datas de cada uma. Assim, basta levar o bebê, fazer o cadastro com o número do cartão do SUS (é feito no hospital também), a certidão de nascimento, informações sobre o bebê e ele será vacinado.

São 6 as graves doenças combatidas com as vacinas entre 2 e 6 meses:

Difiteria; 

Tétano;

Coqueluche;

Poliomelite;

Hepatite B;

Haemophilus influenzae B (Meningite – Pneumonia – Septicemia).

A partir daqui, irei falar um pouco sobre cada vacina e suas imunizações:

Ao nascer: 

– BCG, que previne a tuberculose. É aquela que fica a marca no braço (surge entre 20 dias até 6 meses de vida). 

Primeiras 12 horas pós nascimento: 

– Dose 1 da Hepatite B, que previne a hepatite.

Aos 2 meses: 

– Dose 1 da Penta, que previne: difteria, tétano, coqueluche, meningite, hepatite B e Haemophilus influenzae. 

– Dose 1 da VIP, previne a poliomielite. 

– Dose 1 da Pneumocócica 10V, que previne: pneumonia, otite, meningite e possíveis doenças causadas pelo pneumococo. 

– Dose 1 da Rotavírus Rumano, que previne diarréia pelo rotavírus.

Aos 3 meses:

– Dose 1 da Meningocócica C, previne meningite.

Aos 4 meses:

– Dose 2 das: Penta, VIP, Pneumocócica 10V, Rotavírus Humano.

Aos 5 meses:

– Dose 2 da Meningocócica C.

Aos 6 meses:

– Dose 3 das: Penta e VIP.

Aos 9 meses:

– Febre Amarela, que previne febre amarela. 

Quando completar 1 ano:

– Dose 1 da Tríplice viral, que previne sarampo, caxumba e rubéola. 

– Reforço da Pneumocócica 10V.

– Reforço da Meningocócica C.

Aos 1 ano e 3 meses:

– DTP, que é o reforço 4 da Penta.

– VOP, que é o reforço 1 da VIP.

– Hepatite A, que como o nome diz, previne a hepatite.

– Tetra viral, que vai além da tríplice viral, previne sarampo, caxumba, rubéola e catapora.

Aos 4 anos:

– Segundo reforço da DTP.

– Segundo reforço da VOP.

– Varicela, que como o nome diz, previne a varicela que é a catapora.

Caso o bebê seja prematuro e fique meses na UTI Neonatal, como o meu, o calendário de vacinas dele é atrasado. Mas a imunização é feita mesmo assim nos postos de saúde. Importante é vacinarmos nossos filhos!

Todas essas vacinas são oferecidas pelo SUS aqui no Brasil de forma gratuita. 

Diferença entre vacinas do sistema público e clínicas particulares

São as mesmas vacinas, mas com dosagem e calendário de imunização diferente do SUS. A Penta, por exemplo, custa cerca de *R$ 450,00 cada e ao invés de 3 doses, são administradas 4. 

Caso no posto que você costuma ir vacinar seu bebê não tenha alguma, procure em outros postos ou sendo a partir da dose 2, aguarde um tempo. Há possibilidade de alguma faltar em um posto mesmo, mas ter disponível em outro.

O que fazer se der reação?

Os pequenos sofrem mesmo. Com as agulhadas e com as possíveis reações. Nem todos apresentam reação. Que pode ser: febre, dor, irritação. 

Nesse caso, é importante medicar apenas com orientação médica, além de acolhimento, amor, colo, diálogos e algo que ajude o bebê a se distrair pode ajudar também.

* Fonte: Ministério da Saúde e Sistema Único de Saúde

*Os valores referentes a vacina particular são da Panvel, em Porto Alegre, podendo ser alterados de acordo com a região.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui