Tempo de leitura: 2 minuto(s)

Engenheiro especialista em Ergonomia alerta os cuidados que devem ser tomados no retorno às aulas

A volta às aulas está chegando! Nesta época de inicio de ano, normalmente nos preocupamos muito com a escolha da escola, compra do material escolar, uniforme e acabamos deixando de lado um item que não vem em nenhuma lista, mas é muito importante: a ergonomia.

O peso da mala e a postura faz toda a diferença para a saúde das crianças no futuro. E não é só isso, existem uma série de cuidados que devem ser tomados não só em sala de aula, mas também na hora de carregar os materiais e até mesmo na hora de estudar em casa.

“Poucos pais se lembram que, além de escolher a melhor escola e os melhores materiais, precisam ficar atentos aos hábitos escolares e o cuidado com a postura de seus filhos e acabam deixando isso de lado, prejudicando a saúde dos pequenos”, conta Eduardo Marcado, sócio fundador da ProdERGO, referência de mercado no desenvolvimento de Assessoria e Gestão em Ergonomia; Análise Ergonômica do Trabalho; Treinamentos e Palestras em Ergonomia; Fisioterapia e Ginástica Laboral.

São tantas ofertas no mercado de mochilas escolares com temas de personagens, que muitas vezes é difícil convencer as crianças que nem sempre a mais bonita é a melhor escolha para a saúde. “Nesta hora, os pais tem uma função importante de conversar com elas e explicar a importância de optar por uma mochila que irá proporcionar conforto e mais saúde a longo prazo. Parece que não, mas os problemas realmente podem surgir no futuro”, ressalta Marcatto.

Outra atenção que devemos ter é na hora das tarefas escolares em casa. É preciso observar como o seu filho senta para estudar, se como ele usa muita o computador para pesquisas. “É preciso corrigir a postura dele seja na mesa de estudo ou a frente do monitor. É na infância que ele vai aprender isso e levar para a vida”, afirma o engenheiro.

Segundo o especialista, uma dica importante é reduzir os períodos em frente do computador/tablet/celular estudando ou jogando, alterando com atividades ao ar livre ou mesmo em ambientes fechados, mas com algum tipo de atividade física.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui