Mulheres-mães protagonistas da própria história

Histórias de minha alma

Histórias de minha alma

Compartilhe esse artigo

Por Gracia Maria Circunde – @graciamariacircunde.

No auge da minha juventude, um dia, folheando uma revista antiga de horóscopo, deparei-me com um teste sobre a felicidade. A frase que li no meu resultado foi terrivelmente desconcertante e dizia isso sem subterfúgios, sem piedade, sem açúcar! Você é uma pessoa extremamente infeliz! Fiquei em choque, porque nunca havia entendido que isso era uma verdade dolorosa demais e que eu nunca quis enxergar. E analisando essa frase fria, que atingiu em cheio a minha autoestima, eu fui descobrindo outros “defeitos”. A prepotência era um deles, e havia muitos outros desvios de personalidade… Essa constatação me tirou o chão! Eu, uma escorpiana, passional e extremamente reativa, com uma resistência absurda para superar dores da alma e obstáculos, vi-me ali confrontada por um teste sem eira nem beira (eu pensava assim), elaborado por um astrólogo, formado em quê mesmo? No entanto, foi a partir daí que resolvi mudar os meus pensamentos, meus sentimentos e, principalmente, a minha conduta em relação a minha vida e em relação às pessoas que conviviam comigo. São anos de batalhas internas. Como eu mesma costumo dizer, é relativamente fácil modificar o entorno. Difícil mesmo é nos modificar. Sigo ainda na minha batalha pessoal, combatendo os meus monstros pessoais, os sentimentos e as ações que não me evoluem! Não acredito que chegarei a um resultado excelente, mas sigo. Continuo caminhando nos caminhos que eu mesma tracei para a minha vida. 

Revisão: Angélica Filha – @angelicaafilha.
 

Compartilhe esse artigo

Leitura relacionada

Últimos Artigos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *