Tempo de leitura: 3 minuto(s)

Reprodução Senac

Semana Senac de Inclusão e Diversidade.

Influenciar a construção de valores e atitudes favoráveis pautadas na convivência com a diversidade e no respeito às diferenças a partir de momentos de sensibilização e diálogo.

Essa é a proposta da Semana Senac de Inclusão e Diversidade 2019, que o Senac São Paulo promove em mais de 40 unidades da instituição na capital, no litoral e no interior.

A edição deste ano tem dois temas centrais: Os Desafios da Mulher na Contemporaneidade e População Indígena: questões de cidadania.

Confira a programação:

Na unidade Lapa Tito, Andrea Schwarz, sócia fundadora da Iigual, empresa com foco na inclusão e diversidade em organizações, é a convidada da roda de conversa sobre mercado de trabalho inclusivo. A ação será mediada por Andreza Matsumoto, coordenadora do Programa Senac de Inclusão e Diversidade, no dia 21 de outubro, das 9 horas às 10h30.

A jornalista e youtuber Alexandra Gurgel fará um bate-papo sobre autoestima e aceitação do próprio corpo no Senac Tatuapé, no dia 22, das 14 horas às 15h30. A influenciadora irá discutir como a opinião da sociedade ainda interfere na relação das pessoas com as suas características físicas.

O Senac Itaquera recebe a diretora escolar Paula Beatriz de Souza Cruz para uma roda de conversa sobre a sua trajetória profissional, das 15 horas às 16h30, no dia 24. Ela é a primeira mulher trans a ocupar a direção de uma escola estadual de São Paulo e irá contar sobre como é trabalhar a conscientização de estudantes contra a violência homofóbica.

Na unidade Aclimação, Olívio Jekupé, escritor indígena do povo Guarani falará sobre a luta, a cultura e a literatura nativa. Ele mora na aldeia Krukutu, em São Paulo, e em seus livros destaca a tradição oral, transcrevendo as histórias e lendas indígenas. A conversa será no dia 24, a partir das 19h30.

No dia 25, das 19 às 21 horas, os desafios de diferentes convidadas que compõem a sociedade serão debatidos na mesa-redonda Pluralidade Feminista: o que querem as mulheres contemporâneas? Para o bate-papo, o Senac São Miguel Paulista convidou: Maria Luiza Leite Pinto (escritora, docente do Senac Osasco e mulher trans); Priscila de Nadai Fonseca (advogada e participante dos coletivos Palmares e Raízes do Baobá e de grupos de estudos sobre gênero e raça); Vanusa Kaimbe Costa (graduanda em serviço social e luta por melhorias para os indígenas) e Fátima Cristina Sandalhel (socióloga, integrante da Marcha Mundial da Mulher na zona leste da cidade de São Paulo).

Para se inscrever e conferir a programação completa, acesse o Portal Senac e escolha a unidade de sua preferência.

Observação: Essas informações foram enviadas pela assessoria de imprensa do evento. Não nos responsabilizamos pela organização, realização e/ou cancelamento dos eventos aqui descritos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui