Tempo de leitura: 5 minuto(s)

O final do ano é um fechamento de ciclo que se refere ao fim de um período e início de um novo. Juntamente com esse momento estamos imersos em uma sociedade que está traçando seus novos objetivos para o ano que virá, pois a vontade de algo melhor misturada com o sentimento de esperança está intrínseco ao ser humano, principalmente as mães.

Mães que desejam uma vida melhor para ela e para seus filh@s. E não é apenas uma vida melhor somente no sentido de bem-estar, felicidade, alegria, momentos, aprendizados mas principalmente, uma vida financeira melhor, ou seja, ter mais dinheiro para alcançar diversos objetivos, pois o dinheiro é um dos meios para se chegar a esse fim.

Muitas vão julgar o dinheiro de diversas formas, mas esse assunto será para um próximo texto. Voltando à esperança de se ter mais dinheiro para alcançar diversos objetivos, essa é uma prática de fim de ano, pertencente ao efeito manada da nossa cultura. E está tudo bem termos essa cultura, se ela te faz bem e alimenta a vontade de sermos melhores e conquistar novas coisas, isso que importa. A sensação quentinha que nosso coração fica é essencial.

Mas é para este momento que quero chamar a atenção de vocês: traçar metas, que imersa nessa sensação de fim de ano pode ser maravilhoso, o sonhar é maravilhoso, mas com elas, vem o vazio e as indagações de que talvez você não consiga. É provável que venha mil pensamentos, como: “eu sou mãe, eu não terei tempo de fazer isso e cuidar do meu filh@ eu não terei dinheiro para isso”, “mas isso não dará certo para uma mãe, não vou conseguir esse emprego porque sou mãe solteira”, enfim, acredito fortemente que questões como essas vêm nos pensamentos de muitas mães todos os dias e que muitas fecham os olhos e tentam pensar positivo e dar um sorriso, pois vocês querem ser mulheres melhores e mães melhores.

Eu quero dizer para vocês uma coisa, por favor leia com o fundo do coração, com a sua alma, VOCÊS PODEM TUDO independente da situação que estejam. Eu falo isso porque eu também sou mãe e estou na mesma situação: estudante, empreendedora e professora. E, ao longo da minha caminhada, consegui desenvolver ferramentas para ajudar o pilar financeiro ser mais leve e eu me comprometo a escrever, responder vocês e auxiliar, porque sei como esse sentimento dói, como ser mãe é um arquétipo poderoso e, ao mesmo tempo, complexo. Peço para que você confie, siga as dicas abaixo com a certeza de que você terá sim uma mudança financeira.

Primeiro Passo

Liste todos os seus objetivos que deseja para o próximo ano, sem pensar se será possível ou não. Lista tudo o que você quer fazer na sua vida.

Segundo Passo

Agora, observe como é a sua vida atual. Comece a fazer um panorama das suas vontades e de como você tem reagido, de como é sua logística com seus filh@s e o impacto disso nos seus objetivos.

Exemplo: 

“Quero fazer academia – porém não tenho dinheiro”

“A academia é importante por quê? Porque quero emagrecer e/ou cuidar da saúde e também me sentir mais disposta em meu dia a dia”.

Neste momento, pode ser que a acadêmia realmente não seja possível por conta do seu orçamento, porém a opção que se tem no momento é começar a caminhar. Além de atender (em partes) seu planejamento, já é uma mudança importante e uma alternativa para seu objetivo.

Terceiro Passo

Feito o panorama da sua vida atual, comece a organizar o que é possível de ser feito para o próximo ano. Para isso você precisa julgar o que realmente vai te desafiar, pois queremos ter as mudanças, e o que realmente é possível de se desafiar para alcançar.

Faça isso por áreas da vida e faça o link das áreas que precisam de recursos financeiros para atingir o objetivo.

Quarto Passo

Após o passo anterior, liste todos os objetivos que deseja alcançar e que precisa de recurso financeiro, estipule o valor e insira no seu planejamento financeiro anual. Pois, dessa forma, você irá se planejar em etapas para conquistar o que deseja. Trabalhar assim é muito mais fácil porque deixa o alcance do objetivo mais leve e prazeroso. 

Agora você deve estar se perguntando: Mas como fazer o planejamento de forma eficaz? Peço que antes faça todo esse exercício de traçar objetivos e aguarde o próximo texto sobre planejamento.

Até a próxima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui