Tempo de leitura: 3 minuto(s)

Primeiramente, o que é Taxa Selic? Segundo este site, “A Selic é a taxa básica de juros da economia no Brasil, utilizada no mercado interbancário para financiamento de operações com duração diária, lastreadas em títulos públicos federais. A sigla SELIC é a abreviação de Sistema Especial de Liquidação e Custódia.”

Desde julho do ano passado o Comitê de Política Monetária – COPOM, vem diminuindo a taxa SELIC. E agora na última reunião de terça-feira (4), definiu que a taxa atual será de 4,25%. Trata-se do quinto corte consecutivo na SELIC, portanto esse último reajuste foi menor que os anteriores, que estavam diminuindo 0,5 ponto percentual. Esta taxa está no seu menor piso da história da economia brasileira.

O Copom também se manifestou que foi o último corte, ou seja, não se tem novas expectativas para reduzir novamente a taxa Selic. 

A maior explicação para toda essa queda da taxa Selic está relacionada a frieza da economia brasileira, onde estamos tendo pouco consumo das famílias o que leva a termos uma variação dos preços, que é a nossa inflação. A regulação da taxa Selic é uma forma de se controlar a inflação. 

Com a diminuição da taxa Selic se espera que a economia se aqueça e o número de empregos aumente. Pois fica favorável para as empresas se expandirem e como consequência precisam contratar mais pessoas e esse movimento vai fazer com que a economia do país cresça.

Para as investidoras de renda fixa o cenário fica pouco favorável, pois com a Selic a 4,25% pontos percentuais a poupança terá um rendimento de 2,98% anualmente e o tesouro Selic de 3,18% ao ano. Essa rentabilidade ficará abaixo da inflação esperada que é em torno de 3,40% ao ano, segundo as informações do COPOM. 

Com esse cenário os investimentos em renda variável tendem a aumentar o que passa a ser favorável para a economia, pois com mais investidores na bolsa as empresas passam a ter mais capital e consequentemente vão investir para se expandir, por exemplo, com isso irão gerar mais empregos favorecendo o crescimento da economia brasileira.

Todo esse processo faz parte da economia, o que se observa é uma tentativa de reestruturação do país que apresentava uma alta taxa de juros há anos. Espera-se que com esse movimento tenhamos um crescimento econômico no nosso país.

O que vai favorecer para as mamães empreendedoras?

Sabemos que muitas mães se tornam empreendedoras devido a necessidade de ter um trabalho que possam conciliar com a maternidade. E o empreendedorismo nasce por ser algo possível (mas jamais fácil ou menos importante) de obter recursos financeiros e cuidar dos filhotes. 

Com a diminuição da Selic espera-se que os juros das linhas de créditos diminuam e isso pode favorecer as empreendedoras, pois para expandirem seu negócio ou até menos iniciarem empreendimentos ter recursos financeiros é essencial e pegar um empréstimo desde que com um bom planejamento pode ser interessante.

Mas lembre-se de procurar informações sobre as taxas de juros e projetar se o valor cabe no orçamento e o pulo do gato é sempre fazer uma expectativa em caso de acontecer o pior cenário para sua empresa, dessa forma você irá ter clareza do que te espera e diminuir as preocupações.

Até a próxima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui